18 de Maio 2018

Sabemos que mais um Fantaspoa se aproxima quando começam a circular as imagens de seus incríveis cartazes, marca registrada do Festival. Sempre criados por artistas visuais, ilustradores/quadrinistas, designers ou cineastas, os cartazes são peças colecionáveis para muita gente. E tem sido assim ao longo de muitos anos, já que a décima quarta edição desponta neste ano de 2018. O artista espanhol Sam concebeu a arte do cartaz, que presta homenagem à figura icônica do Frankenstein. O Fantaspoa 2018 ocorrerá de 18 de maio a 03 de junho. Tem apresentação do Ministério da Cultura e conta com patrocínio do Banrisul.

Frankenstein – romance escrito pela jovem Mary Shelley e que, neste ano, completa 200 anos – é uma das principais obras de literatura gótica da história. A importância dos personagens centrais do romance como ícones populares é inegável. Sobretudo a criatura de Dr. Frankenstein se tornou uma das mais retratadas personagens de toda a história do cinema: sua primeira versão data de 1910, produzida por Thomas Edison e, até os dias de hoje, reviveu em diversas obras, inspirando a criação de outras histórias, fascinando gerações de espectadores.

Concebido pelo renomado animador espanhol Sam (que trabalhou nos Estúdios Aardman e é responsável pela Conflictivos Producciones), o cartaz 2018 retrata diversas versões do monstro. A homenagem a Frankenstein contará, ainda, com uma exposição concebida pelo artista plástico Leo Dias de los Muertos.

E o festival, como de costume, anuncia também nesta época os filmes de abertura e encerramento do festival, que serão duas obras brasileiras em premières mundiais, reforçando a iniciativa do Fantaspoa de dar visibilidade ao cinema de gênero nacional. “Mata Negra”, quinto longa-metragem do diretor capixaba Rodrigo Aragão, que há dez anos estreou Mangue Negro, seu primeiro longa, na abertura do IV Fantaspoa, fará a grande abertura desta edição, dia 18 de maio. E em junho, quando se encerra o evento, dia 03, será exibido “Pedra da Serpente”, co-produzido pela Fantaspoa Produções e longa-metragem de estreia do paulista Fernando Sanches, vencedor do prêmio de melhor curta-metragem nacional no Fantaspoa 2017.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *